Qual das quatro habilidades é o seu alvo?

740 Flares 740 Flares ×

As quatro habilidades do inglês são reading (ler), writing (escrever), listening  (ouvir) e speaking  (falar). Essas quatro habilidades devem ser desenvolvidas por qualquer pessoa que deseja ser fluente em inglês. Claro que algumas pessoas querem mais falar do que escrever. Outras querem ouvir e falar, mas não querem ler e escrever. Outras precisam escrever e ler bem, já falar não é lá tão importante.

Não tem como escapar! As quatro habilidades precisam ser desenvolvidas para que você possa se virar realmente bem em inglês. Afinal, do que adianta saber falar bem e não conseguir ler as informações em um panfleto? Ou  mesmo ser capaz de escrever algo e na hora de falar se enrolar todo? As quatro habilidades devem ser praticadas e desenvolvidas. Mas, como isso é possível?

Cada uma das quatro habilidades pedirá métodos (práticas, atividades) diferentes. Isso significa que se seu objetivo é falar inglês, você deverá focar no desenvolvimento desta habilidade. Para isso terá de se envolver com um grupo de pessoas que fala inglês. Caso não encontre alguém, pode falar sozinho se quiser. Se, por outro lado, seu objetivo é escrever bem, então o jeito é começar a escrever sobre tudo para ir pegando a prática. Enfim, para cada habilidade, você terá de se dedicar a atividades específicas que ajudem a desenvolver aquela habilidade.

O curioso é que a maioria das pessoas faz uma coisa só (ou duas) achando que conseguirão o resultado que desejam. Muitos querem falar e ouvir inglês bem. Elas desejam manter diálogos sem problemas, conversar sobre quase tudo e entenderem o que é dito nas conversas. Elas querem muito falar e ouvir inglês; no entanto, passam a maior parte do tempo focando na escrita e na leitura. Elas acham que ler e escrever as ajudará a falar e ouvir inglês.

As Quatro Habilidades

A ideia delas é desenvolver as habilidades de speaking e listening, mas dedicam tempo demais lendo e escrevendo sentenças em inglês. Fazem atividades de gramática para colocar em prática as regras gramaticais que decoram de um livro. Leem textos na internet com a intenção de captarem um tempo verbal, uma preposição, uma regra que aprenderam. Será que não há algo de errado nisso? Será que não está estranho?

Pense bem: o principal objetivo é falar e ouvir inglês, não é mesmo? Então, por que dedicam tanto tempo lendo e escrevendo?

Se você quer falar e ouvir inglês, mas têm preguiça de ouvir e medo de falar, mude o foco. Você não irá muito longe! Como seu foco é um é o método é outro, o resultado poderá ser o fracasso. Veja que eu disse que “poderá ser o fracasso“; afinal, você até poderá falar inglês uma hora. Porém, será um inglês mecânico, quase artificial, algo que chamamos de book English.

Portanto, que tal para pensar um pouco? Reflita bem sobre isso: se o seu objetivo é falar e ouvir inglês, por que é que você passa mais tempo lendo textos, decorando regras gramaticais e escrevendo sentenças para praticar as regras que aprende? Será que não está na hora de começar a ouvir mais inglês? Músicas, filmes, seriados, entrevistas… A internet está cheia de recursos que podem ajudar você a desenvolver o listening. Há também sites que ajudam você a falar inglês, melhorar a pronúncia, fazer amizades com outros estudantes que estão na mesma luta que você.

Afinal, qual das quatro habilidades é o seu alvo? O que você quer? Falar? Ouvir? Escrever? Ler? Fazer análises gramaticais? Pense bem! A sua resposta pode mudar por completo o modo como você aprenderá inglês ao longo da vida.

Algumas pessoas poderão dizer algo como, “mas, eu até tento ouvir inglês; o problema é que eles falam rápido demais e eu não consigo entender“. Outras dirão, “eu tento falar inglês, mas me falta vocabulário, eu não sei formar as sentenças“. Sabe o que eu tenho a dizer sobre isso: continue tentando; não desista! Chegará a hora em que você não mais terá de tentar; pois, já será capaz de ouvir e falar inglês. é bem provável que ao perceber isso ficará surpreso e feliz! Claro que isso não acontecerá da noite para o dia. É preciso se manter firme! Responda: quanto tempo você levou para aprender a andar? Você dormiu e acordou sabendo ou tentou várias vezes até que um dia começou a andar e depois a correr?

Se você quer mesmo aprender a falar e ouvir inglês, deixe de lado as desculpas e medos infundados e comece a fazer a diferença. Do contrário, os resultados serão os mesmos de sempre. As habilidades de escrever e ler são importantes e merecem toda nossa atenção. No entanto, não pense que vai sair falando inglês pelos cotovelos e entendendo tudo o que dizem pelo simples fato de ler e escrever bem em inglês. Cada habilidade possui caminhos diferentes para serem alcançados, então comece a percorrê-los o quanto antes. Do contrário, você  poderá chegar a um local e não a outro.

Qual das quatro habilidades você quer melhorar a partir de hoje? Qual delas será o seu principal objetivo de agora em diante? Aqui no Inglês na Ponta da Língua há várias dicas para desenvolver cada uma delas. Então, que tal ler as dicas e começar a colocar algumas em prática ainda hoje? Só depende de você. E aí!? Como vai ser!?

  • Lúcia

    Bom dia Denilso!

    Muito interessante o texto!
    Já que preciso no momento ler e escrever devo proceder ao contrário de quem pretende falar, ok.
    Você tem dicas para quem precisa ler e escrever para uma prova?
    Se eu estiver me dedicando a conversação em inglês, não aprenderei a tempo as técnicas de leitura e escrita?
    Falando nisso, há técnicas para leitura e escrita? Quer dizer para interpretar textos?
    Obrigada pelas ótimas dicas.
    Um bom dia

  • Sidney Pedro

    Muito importante e interessante os estudantes de Inglês (e outras línguas) terem em mente esses 4 tópicos. Muito bem abordado, Denilso. Este artigo despertou em mim onde devo aumentar meu foco, e me conduziu a uma estratégia mais aprimorada para quando eu lecionar Inglês. Parabéns! Sidney

  • Diego

    Excelente post, Denilso. Eu procuro estudar as quatro habilidades de forma integrada. É muito mais simples e interessante. Com um podcast é possível. Você pode ler, ouvir, falar e escrever. É incrível. Mesmo assim dá para ampliar os objetivos, existem muitos recursos disponíveis na web. Contudo, eu não descarto os livros, são ótimos. Dedique tempo. Quanto mais melhor.

    Obrigado por compartilhar, INPL!

  • Nilton Neto

    Exactly!!!

    Meu objetivo é desenvolver o listening e o speaking, mas eu sempre me deparo com o problema do curto vocabulário.
    Sempre ouço músicas em inglês, pego sua letra e acompanho e depois tento escreve-lá sem consultar a letra original, é sem dúvida um excelente exercício.

    Mas sempre me deparo com o problema de possuir um "curto" vocabulário e com isso não consigo compreender as palavras que não conheço nas músicas.

    Idenficando essa minha dificuldade, resolvi aumentar meu vocabulário lendo. Recebi ontem a trilogia "The Lord of the Rings" (em inglês) que comprei. Passo pelo menos 2hs do meu dia andando de ônibus, e nesse tempo usarei os livros para aumentar o vocabulário.

    A verdade é que meu inglês não é tão avançado para conseguir ler esse livro "numa boa", então é ai que entra a parte dos estudos. Estou agora procurando um dicionário (não um tradutor) em inglês para me ajudar com algumas palavras, e quando for o caso de expressões, anotarei e pesquisarei.

    Vai ser uma longa jornada até o anel ser destruido.

    But I won't give up!!!

    Ps.: Seu blog é sensacional!!!

  • Roberto Y.Araki

    Estou mais focado em entender o ingles falado e tentar repetir o que ouço. Ainda não encontrei um site, inclusive aulas on line pagos ou não, que se dedique a ensinar que determinados "blocos de palavras" são pronunciados com mudança de pronuncia, como por exemplo:
    There isn't any = dérizãn-néni
    don´t you = dountchã
    See you = sí iá.
    Do you – djã
    get out of here = guéraurahia
    OBS: Gostaria de saber se existe algum site, aulas on line, que ensinam essas mudanças de pronuncias?
    Roberto

    • http://www.inglesnapontadalingua.com.br Denilso de Lima

      Sim Roberto,

      Há vários sites pagos que oferecem cursos assim. Com sorte a gente encontra alguns sites e vídeos que são gratuitos. Aqui no Inglês na Ponta da Língua escrevi recentemente uma dica sobre Connected Speech, que tem tudo a ver com o que o que você está falando. Estou também preparando uma série de podcasts (dicas em áudio) sobre este assunto. Portanto, aguarde! Por enquanto, leia a dica abaixo:

      Connected Speech: o que é isso

      😉

      • Lucas

        Denílson, o link está errado. Esta direcionando para essa mesma página.

  • J.J

    A ideia de metodologia do Denilson vai de encontro à 99% dos colégios no Brasil e no mundo ‘-‘. Pq será q eles ainda vão contra o método mais eficaz?

  • http://www.youtube.com/user/HyunseO2009?feature=mhee Leandro

    loved your tip.Denilson, why don't you make a ''chat' for you website,it'd help a lot,cause'' i'm sure we would learn a lot of things from each other and stuff.

    but thanks anyway, you Rock! o//

  • Joel

    Pra mim, o mais fácil é o listening

  • Helen

    Denilso, adoro o seu blog, me ajuda bastante :)
    e essa sua dica me fez perceber que preciso mesmo encontrar pessoas para poder colocar meu inglês em prática e também praticar o listening e deixar a preguiça de lado, se não nunca vou pra frente e sempre vou ficar parada no mesmo lugar.

    Muito obrigada 😀

    • http://www.inglesnapontadalingua.com.br Denilso de Lima

      Go for it, Helen!

  • Guest

    Oi Denilso, interessante…Eu pensava que qualuqer um que estudava inglês desenvolvia as quatro habilidades simultâneamente.

  • http://www.facebook.com/joao.marcelo.58760608 João Marcelo Nazarbayev

    Estudo inglês por conta própria desde de adolescente. Treinei mais o reading, meu alvo será as desenvolver as outras habilidades.

Denilso 15/01/2013
740 Flares Twitter 2 Facebook 734 Google+ 4 LinkedIn 0 Email -- 740 Flares ×